16 de março de 2014

Eu preciso de ti. Já não há paz. Toda a paz que criei foi uma doce mentira dita por mim mesma para todos os que me rodeiam não ficarem preocupados com a, pouca, sanidade que me resta. Porque eu respiro-te. Estou incompleta sem ti. Amo-te com tanta intensidade com aquela que nós beijamos pela ultima vez como casal, como um só, com um corpo só. Unidos pela tesão que havia no nosso bem-estar, unidos pelo facto de não sermos iguais aos outros. Não te esqueço, nem por um segundo, mesmo que eu não pense directamente em ti, tu estás lá. Em mim estão gravadas todas as palavras que me tentaste ensinar, todos os pensamentos, pontos vista e maneiras de lidar contigo e com a tua forte personalidade que me enlouquecia. Eu não te percebia. Não sabia nada. Era apenas uma apaixonada ingênua a sentir pela primeira vez que o amor também nos faz bem. Mas, será que me faz bem estar assim? Apaixonada pela ideia que eu tinha de ti? Apaixonada por todos os momentos em que nos tornávamos mais fortes? Apaixonada pela ideia que, um dia, tu vais voltar? Será que te foste embora? Viajamos com as nossas vidas, seguimos o caminho que achávamos melhor. E eu não vejo melhoras nenhumas. Não sou só eu. Não sou só eu que repara que não te esqueço. Vejo-te nesta lua, sinto a tua falta em todas as coisas mais simples da vida. Subir as escadas do meu prédio, andar de autocarro, fumar um cigarro. Sorrir, chorar, pensar e querer. Tudo, mas mesmo tudo, me remete a ti. Temo que enlouqueci. Escrevo isto sóbria, sem rodeios, sem receios, que todos os luares me fazem querer-te cada vez mais.

7 comentários:

  1. Há pessoas que simplesmente não se esquecem.

    ResponderEliminar
  2. há amores que nos marcam e que não se esquecem!

    ResponderEliminar
  3. já vi que estamos na mesma situação. por mim podemos falar querida :)

    ResponderEliminar
  4. o amor nunca morre, pois não? o amor tanto nos foge como nos persegue. isto que escreveste, tudo isto que eu li, é tão amor, tão amor no sentido da palavra. essa loucura de que falas e de que temes. que possas amar e que te amem também a ti, e que enlouquecer seja bom!!

    ResponderEliminar
  5. Uiiii que esta beleza anda apaixonada ihih então querida? quem é o sortudo?
    Espero que esteja tudo bem contigo!? Pois já há muito tempo que não sei de novidades tuas

    ResponderEliminar
  6. sou assim também. ou escrevo na hora ou depois não consigo escrever nada...

    ResponderEliminar

«O teu anjo da guarda fala pela boca daquela mulher, que não tem mais inteligência que a do coração, alumiada pelo seu amor.»