19 de maio de 2015

Quando eu tinha 8 anos, todos os meus sonhos acabavam em ser feliz, até aos 21 anos achava que era impossível. Alguém que goste de nós mesmo quando estamos no lugar do pendura a fingir que sabemos cantar e dançar como divas, ou quando deixamos cair a sopa toda e a única coisa a dizer é "és mesmo trapalhona"; e sou. Porque me deixas assim. Deixas-me a sentir em casa, aquela sensação que ninguém nos pode tocar, a sensação de ter a maior das proteções de mão dada e dedos entrelaçados a sentir que a qualquer momento podes voar ao pé da pessoa. A pessoa mágica que tu és e me fazes sentir tão mágica e poderosa como tu. Porque me dás vontade de sentir tudo e correr até à outra ponta do mundo se for aí que tu estiveres. Só para te ver sorrir e acreditas que quando fecho os olhos consigo ver-te, com esse sorriso safado que me derrete por completo. Estou apaixonada. Quero-te perto de mim, beijar-te, sorrir para ti e ver como tu és lindo todos os dias.

Sem comentários:

Enviar um comentário

«O teu anjo da guarda fala pela boca daquela mulher, que não tem mais inteligência que a do coração, alumiada pelo seu amor.»