18 de junho de 2017

Se me fazes falta? Fazes. Só me apetece chorar até o ar deixar de correr pelos meus pulmões. Não vejo sentido na vida. Esforço-me para deixar de pensar em ti e quando acho que consigo foi o momento em que falhei. És a tatuagem que nunca fiz. Só te tinha pedido que fosses capaz de cumprir a tua promessa mas não foste. Claro que não foste.
Eu não valia tanto a pena quanto isso.
Eu não era o que tu realmente querias.
Era só deixares de dizer que eras capaz de ir embora.

É à noite que mais te sinto longe. É agora que tudo fica mais silencioso e vazio. É aqui que me dispo do mundo e me vou despedindo de ti, dia após dia. Iria mentir se te fosse dizer que é fácil, pois não é, iria mentir se não sinto falta do teu cheiro nos meus lençóis, o teu peso na minha cama.