17 de setembro de 2012


Fui-me tornando fria. Sinto que perdi o que mais amava e amo. Sinto que perdi uma parte do meu coração, do meu ser, da minha existência. Mas foi por ter perdido e recuperado tantas vezes, que foi sempre perdendo a força, já não doí. Diz-me adeus, diz porque já não dói, diz porque não vou morrer mais. Não há mais nada em mim que possa ser morto. Hoje sou o que nunca pensei ser, hoje perdi o que nunca quis perder, hoje estou fria como nunca estive.

15 comentários:

  1. sim, sempre me distraio mais um bocado :))

    ResponderEliminar
  2. obrigada querida, adoro este texto teu :s
    como estás?

    ResponderEliminar
  3. não sei, acho que foi só um alucinação, se eu soubesse que ele me procurava como eu a ele, mas não, e sinto-me triste por isso... é melhor esquecer isso.

    ResponderEliminar
  4. Hoje acordei na fúria dos deuses
    O céu da ilha cobriu-se de espanto
    Uma triste nuvem plantou-se sobre a minha cabeça
    E verteu uma lágrima de pranto

    Hoje acalentei uma esperança tonta
    Uma ideia já morta
    Um sentimento perdido na espuma
    Numa ansia que já havia fechado a porta

    Hoje é hoje
    O amanhã mais um tempo triste de um coração
    Hoje é apenas o perverso andamento do relógio
    Hoje esqueci toda e qualquer oração



    Doce beijo

    ResponderEliminar
  5. eu nunca tive tanto desejo de chegar esta idade como maior parte das pessoas, sinceramente s:

    ResponderEliminar
  6. claro querida, e vou encontrar :)) . mas fala-me de ti, como tens estado ?

    ResponderEliminar
  7. A minha vida dá voltas de 190 graus, todos os dias.

    ResponderEliminar
  8. Espero que alguém te aqueça e que não te deixes mais arrefecer assim querida.
    http://pontasdeternura.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  9. o mesmo de sempre, só queria deixar de amar.

    ResponderEliminar
  10. Prefiro não falar. Só quero esquecer, deixar para trás.

    ResponderEliminar

«O teu anjo da guarda fala pela boca daquela mulher, que não tem mais inteligência que a do coração, alumiada pelo seu amor.»