21 de fevereiro de 2013

Estou a voar.

Perdi noção das horas a passar, simplesmente sentei-me e deixei-me voar. Voei até me sentar numa nuvem a observar o mundo, um mundo confuso, com tão pouca paz, o tempo não pára. Vivemos o agora a pensar no segundo seguinte e decidi que não quero isso para mim. Quero ser uma alma livre, uma alma solta e feliz a toda a hora. Vou voar daqui para fora, vou voar para um lugar só meu, onde só eu consiga lá chegar e viver a vida que eu sempre desejei. Uma vida calma, uma vida feliz, uma vida cheia de amor. Não falo de um amor que uma mulher sente por um homem, ou o amor que a nossa mãe sente pelos seus filhos, falo de um amor interior, um amor completo. Um amor tão completo como quando amamos a chuva, como quando amamos o sol e a brisa à beira-mar. Um amor simples ao mesmo tempo que é um desejo complexo. Eu estou a voar, e vou amar tudo o que existe de bom em mim. Vou amar tudo o que me faça amar.

15 comentários:

  1. será que não farão? as vezes sentimentos que já dissemos tudo, mas não =/

    ResponderEliminar
  2. Ainda bem princesa, espero que o meu te dê muita, pois esperança é sempre a ultima a morrer e quando menos esperas uma porta abre-se, sou prova disso (:

    ResponderEliminar
  3. ele está a pensar vir morar para cá. Mas, é complicado, porque a Suiça fechou as fronteiras a novos imigrantes, pelo que ele ia estar ilegal aqui..

    ResponderEliminar
  4. na quarta fiquei a saber que ele estava de castigo e sem telemovel e na quinta por acaso conseguimos falar um pouco...ontem eu não estava on, mas ele mandou-me no chat que tinha saudades minhas. eu vi hoje, mas ainda não falamos..

    ResponderEliminar

«O teu anjo da guarda fala pela boca daquela mulher, que não tem mais inteligência que a do coração, alumiada pelo seu amor.»