19 de março de 2013

Não mata, também não engorda.

Tenho saudades tuas, tenho sim. Aquele teu perfume que me fez voar durante horas seguidas e até mesmo me fez chorar dias sem fim. Tenho saudades tuas, tenho sim, saudades de me sentar contigo na tua cama e falarmos sem fim enquanto fumávamos um cigarro à janela, saudades de quando tudo tinha sentido e era ao mesmo tempo sem sentido nenhum. Sinto falta de quando me davas a mão, de quando me ligavas a chorar a dizer que tinhas saudades minhas... Tenho saudades tuas, de me rir de ti e contigo, de te abraçar, tenho saudades tuas. Saudades do teu sorriso ao ver os meus olhos brilhantes, saudades do que juntos representamos. O que não mata, também não engorda, e juntos superamos tudo, não é?

14 comentários:

  1. obrigada por mesmo eu estando apenas de alma neste meu cantinho continuares a vir aqui, a ler e a comentar. Penso que o que fez com que eu me afaste-se do blog foi a grande preocupação que eu tinha em responder a todos os comentários que na altura eram muitos, a preocupação de não perder nem um dos textos que vocês escreviam , a preocupação de ver quem de novo me seguia, e a preocupação de manter sempre o blog actualizado, mas para vocês do que para mim, como tal afastei-me do blog. E apenas venho cá de alma, apenas escrevo para mim, faço deste apenas o meu cantinho ! Acho sinceramente que tudo em mim acalmou e espero voltar a ser a seguidora que era, comentando e respondendo a tudo e a ler todos os vossos lindos textos

    Um beijo
    Tatiana

    ResponderEliminar
  2. e é assim que tens que te sentir sempre!

    ResponderEliminar
  3. r: eu também não tinha uma boa relação c o meu pai, por isso é que agora custa o dobro.

    ResponderEliminar
  4. Adorei!
    Não dará para matares essas saudades querida?

    ResponderEliminar
  5. és a mesma Joo do BLOGGER não és?

    ResponderEliminar
  6. eu penso que estou a conseguir querida, mas é estranho...

    ResponderEliminar
  7. Quem não sabe o que é ter saudades, nunca amou ninguém realmente ou nunca foi minimamente amado para que, aquelas pequenas coisas que só uma pessoa nos proporciona sejam insignificantes ao ponto de não se sentir falta. Eu sinto falta, de cada sorriso, cada carinho e cada silêncio cúmplice...

    Um abraço.

    ResponderEliminar
  8. nao faz mal eheheh adoro especialmente o título desta mensagem

    ResponderEliminar
  9. Pois, é verdade. É incrível como há pessoas que deixam perder ligações tão fortes. E uma pessoa apenas não consegue manter de pé o que antes era construído a dois...

    ResponderEliminar
  10. oh obrigada, fico feliz por saber *-* .
    eu espero bem que sim querida, espero mesmo

    ResponderEliminar
  11. tenho saudades e o teu texto está mesmo bom. fez-me recordar sentimentos... não há problema princesa. (que grupo é?) *

    ResponderEliminar

«O teu anjo da guarda fala pela boca daquela mulher, que não tem mais inteligência que a do coração, alumiada pelo seu amor.»