26 de abril de 2013

Panda Chinesa.

Eu gosto do ar que respiro, da vida que eu tenho e as pessoas que eu amo. Gosto de me sentir livre como um pássaro e feroz como uma leoa. Sei ser uma princesa e tratar como reis e rainhas quem me toca no coração. Gosto de ser boa, mas gosto também de ser má. Gosto de viver, gosto me sentir a voar, gosto de beijar testas, gosto de sentir que estou a sorrir, gosto de sentir que a minha mente não permite nada de errado em mim, que a minha felicidade é gigante sem mais nada, só eu e o mundo. Só eu e o ar que respiro. Gosto de mim, gosto da minha vida, gosto de ter a mente na lua e sentir que o corpo acompanha a minha leveza psicológica. Gosto de me sentir com toda a força do mundo, que a música foi criada para mim, pensada e amada para mim, que vem de mim. Gosto... Gosto de como tudo é maravilhoso, como tudo parece ter um sentido e um propósito. Como eu renasci como uma Fénix do meio das cinzas. Gosto finalmente de viver.

11 comentários:

  1. R: Os meus pensamentos do costume...não me valorizo nem tenho ninguem que o faça... e pronto

    ResponderEliminar
  2. só tens é que agradar a ti própria, os outros têm apenas de respeitar e pronto :) de nada querida,*

    ResponderEliminar
  3. já te noto mais positiva, se calhar encontraste um caminho :)

    ResponderEliminar
  4. que esse sentimento prevaleça, joo. e, se por algum motivo o perderes, lembra-te sempre como chegaste até aqui.

    ResponderEliminar
  5. o que é que aquela frase teve assim de tão especial? obrigada!

    ResponderEliminar
  6. oh, coisas que estão sempre a acontecer :s

    ResponderEliminar
  7. R: Pois, eu sei que deve ser assim... Mas não estou numa fase muito boa... Não consigo

    ResponderEliminar

«O teu anjo da guarda fala pela boca daquela mulher, que não tem mais inteligência que a do coração, alumiada pelo seu amor.»