8 de novembro de 2012

Que viver seja tão fácil como respirar.

Esta melancolia mata-me os sentidos, não consigo encontrar palavras, não consigo descrever esta sensação de vazio, esta sensação de abandono que se instalou dentro de mim. Não encontro forças, para lutar, entrar a matar e ganhar esta batalha. Não tenho objectivos, tudo parece demasiado elevado para mim, sinto-me como o céu cinzento, como este, este que ocupa a minha amada Lisboa. Com dezanove anos e quatro meses de vida, a minha vida acabou. Eu estou acabada, condicionada, com um rótulo de velha a percorrer-me a pele e as veias, não fiz nada do que desejava, sonhava e ambicionava. Não experimentei metade das sensações que queria, metade das loucuras e asneiras, mas pior que nunca ter experimentado e vivido o que queria, é sentir que já passou a idade, agora a responsabilidade atinge-me de forma dura e eu não a quero. Não quero ter dezanove anos e não quero ser responsável. A vida fodeu-me tanto, tirou-me os melhores anos da minha vida, agora sinto-me uma idosa acabada, posta de parte, sozinha. A vida não é mais cor-de-rosa para mim, a vida foi uma filha da puta para mim e fez com que me tornasse isto. Isto que nem palavras existem para descrever. Sem mascaras, nem maquilhagem, sou eu, simples, directa e sem sorriso, sem lágrimas, sem tudo o que me movia. Eu não quero morrer, simplesmente já não quero viver mais, tudo perdeu a sua graça, a sua piada, a sua paixão, nada me move, nada me dá adrenalina para ser melhor. Logo eu, que já voei alto e vi as estrelas mais brilhantes em lugares tão distantes e perfeitos, mas agora? Agora tudo o que vejo é uma vida sem cor, sem brilho, sem sabor. Desprovida de tudo, apenas com nada, aqui caminho eu nesta longa estrada, com vontade que viver seja tão fácil como respirar.

16 comentários:

  1. afinal não foi assim....a mãe dele é q tinha o tlmvl dele ligado. e ele quando chegou a casa, a mãe disse-lhe que ele tinha duas chamadas não atendidas, minhas. \:

    ResponderEliminar
  2. É, por isso mesmo nada desses pensamentos :)

    ResponderEliminar
  3. Tens de encontrar algo que te mova. Mas melhor de tudo era seres TU PRÓPRIA uma razão fabulosa para seguir com um sorriso nesta longa estrada. Nunca é tarde para fazeres nada. Vive o que queres viver, sem receios. Cada coisa a seu tempo porque não podes estragar o teu futuro mas vive como queres!

    ResponderEliminar
  4. Estou em enfermagem minha querida :)

    ResponderEliminar
  5. achas querida ?
    bem este teu texto, amei por completo, acredita <3

    ResponderEliminar
  6. - onde está o excerto de um texto meu? não entendi s:

    ResponderEliminar
  7. Exiswtem momentos em que é preciso desabafar mesmo.
    Cadinho RoCo

    ResponderEliminar
  8. É exatamente isso que tens de pensar anjo! A felicidade retornará a ti, tenho a certeza <3

    ResponderEliminar
  9. oh mas eu tenho amigos aqui, mas não são aqueles amigos que nos acompanham no dia a dia. se é que me entendes...

    ResponderEliminar
  10. A vida até pode ser uma filha da put* como tu dizes, mas tu não precisas da mãe dela para nada, só precisas da vida, se é que me fiz entender :b

    ResponderEliminar
  11. "a vida foi uma filha da puta para mim e fez com que me tornasse isto." angustiante, correcto? adorei, sigo também *

    ResponderEliminar

«O teu anjo da guarda fala pela boca daquela mulher, que não tem mais inteligência que a do coração, alumiada pelo seu amor.»