28 de janeiro de 2013

Ir e não voltar.

Só queria que algo fosse realmente eterno na minha vida. Sinto-me sem chão, mas pior que estar sem chão é ter medo de caminhar sem ele. Medo de sentir o que não tenho e desvalorizar o que sempre tive. Talvez isto seja apenas o inicio do fim. O inicio do ir e não voltar, e no fim nada desta vida realmente começou. Durante dezanove anos, tive todos os dias uma nova oportunidade e por teimosia fiquei apenas a sentir a mesma dor, todos os dias. E hoje, sem nada, sinto a dor de nunca ter começado de novo. 

23 comentários:

  1. Passa-se que em apenas um fim-de-semana a minha vida virou-se de pernas para o ar...

    ResponderEliminar
  2. mais vale tentar e falhar, do que não tentar e nunca saber se ia conseguir ou não :).
    e tu querida, como estás ? queres falar deste texto ? :s

    ResponderEliminar
  3. também eu.....tenho tanto medo de ser apenas mais uma ilusão..

    ResponderEliminar
  4. eu tenho todas as musicas dela, acho-a fantástica!

    ResponderEliminar
  5. De nada Joo, bem sabes que gosto de ler as tuas palavras :)
    Em relação ao teu texto, nunca é tarde para começar de novo

    ResponderEliminar
  6. nem o meu, mas gostei realmente daquele cover :3

    ResponderEliminar
  7. o mesmo que já te tinha contado...xs. mas explica-me lá o que disseste, estás mesmo a pensar em emigrar?

    ResponderEliminar
  8. aah, ñ tinha entendido fofa.
    eu estou a viver um dia de cada vez, uns dias melhores, outros piores.

    ResponderEliminar
  9. É isso mesmo.. atrai-nos como se ficássemos obcecadas, viciadas, sei lá.

    ResponderEliminar
  10. ó fofinha, já não está vivo o teu avô? :s

    ResponderEliminar
  11. Eu não quero fazer com que ele venha atrás de mim. Quero que ele venha por vontade própria!

    ResponderEliminar
  12. Ainda tens uma vida pela frente, novas oportunidades de começar tudo do zero. Obrigada*

    ResponderEliminar
  13. Compreendo a tua dor. Para variar, é igual à minha.

    ResponderEliminar
  14. Nem isso consigo..tenho uma contradição de sentimentos cá dentro que acabo por preferir estar calada

    ResponderEliminar

«O teu anjo da guarda fala pela boca daquela mulher, que não tem mais inteligência que a do coração, alumiada pelo seu amor.»